Jornal Vascular Brasileiro
https://www.jvascbras.org/article/5df0f0250e8825473bb5f733
Jornal Vascular Brasileiro
Original Article

Programa de melhoria continuada em acesso vascular para hemodiálise

Continuous quality improvement in vascular access for hemodialysis

Fábio Linardi ; José Luis Bevilacqua ; José Francisco Moron Morad ; José Augusto Costa

Downloads: 0
Views: 64

Resumo

Objetivo: Propor um programa de melhoria continuada em acesso
vascular para hemodiálise, descrever sua elaboração e implementação
em 23 unidades de hemodiálise.
Método: A partir de setembro de 1998, o autor foi contratado
como consultor em acesso vascular para hemodiálise com a finalidade
de verificar as dificuldades e auxiliar nas possíveis soluções em relação
ao acesso vascular em 23 unidades de hemodiálise distribuídas em
sete estados brasileiros. Entre setembro de 1998 e setembro de 1999,
o autor visitou e avaliou todas as 23 unidades. Após essa experiência,
na qual verificou os problemas relacionados à criação, manutenção e
utilização dos acessos vasculares, elaborou um programa de melhoria
continuada que foi introduzido nas unidades a partir de outubro de
1999, e reavaliado em dezembro de 2000.
Resultado: Com a experiência vivenciada nas visitas às unidades
de hemodiálise e após revisão da literatura, foi elaborado e
implementado um programa de melhoria continuada para a nossa
realidade. O programa criado está baseado em três princípios: 1) economia
dos vasos; 2) equipe multidisciplinar; e 3) profissionalização
da equipe cirúrgica. Após 1 ano de implementação do programa, constatou-
se diminuição da utilização da veia subclávia de 47,13 para
42,35% e a profissionalização da equipe cirúrgica de 74 para 100%
das unidades.
Conclusões: Concluímos que a introdução de um programa de
melhoria continuada em acesso vascular para hemodiálise, levando
em consideração a nossa realidade, é importante para um melhor resultado
em relação à qualidade, à manutenção e ao manuseio dos acessos
vasculares.

Palavras-chave

vias de acesso vascular, hemodiálise, fístula arteriovenosa.

Abstract

Objectives: To present the elaboration and accomplishment
of a program of continuous quality improvement for hemodialysis
vascular access in 23 dialysis centers.
Method: From September 1998 to September 1999, the author
visited and evaluated 23 dialysis centers located in seven Brazilian
states, as a consultant physician of the Renal Therapy Service.
During that period, all the aspects related to the vascular access
for hemodialysis such as preparation, maintenance and utilization
were assessed and a program based on continuous quality
improvement was created and introduced in the centers after
October 1999. In 2000, all the centers were assessed again.
Results: After visiting all the 23 centers and reviewing the
literature, a continuous quality improvement program was created
and implanted. The program focused on the Brazilian reality and
was based on three basic concepts: 1) vascular access protection;
2) multidisciplinary team; and 3) experienced health care team.
After 1 year of implementation, we verified a 5% decrease in
catheterization of the subclavian vein (47.13 to 42.35%), and all
units counted on the professional work of a health care team.
Conclusions: We conclude that the introduction of a
continuous quality improvement program is very important for
better results in maintenance, utilization and quality of
hemodialysis vascular access.

Keywords

vascular access ports, renal dialysis, arteriovenous fistula.
5df0f0250e8825473bb5f733 jvb Articles
Links & Downloads

J Vasc Bras

Share this page
Page Sections