Jornal Vascular Brasileiro
https://www.jvascbras.org/article/doi/10.1590/S1677-54492009000200006
Jornal Vascular Brasileiro
Original Article

Comparação dos fatores de risco para amputações maiores e menores em pacientes diabéticos de um Programa de Saúde da Família

Elvira Cancio Assumpção; Guilherme Benjamin Pitta; Carolina Lisboa de Macedo; Gustavo Borges de Mendonça; Larissa Christyne Araújo de Albuquerque; Lívia Cavalcanti Braga de Lyra; Raquel Menezes Timbó; Ticiana Leal Leite Buarque

Downloads: 0
Views: 1008

Resumo

CONTEXTO: Dentre as maiores causas de internamento hospitalar em pacientes com diabetes melito tipos 1 e 2 estão as complicações do pé diabético, principalmente pelas sequelas, muitas vezes incapacitantes, destacando-se as amputações de membros inferiores. A insuficiência vascular periférica ocorre mais precocemente nesses pacientes. A coexistência de neuropatia, isquemia e imunodeficiência favorece o desenvolvimento de infecções nos membros inferiores, que, se não tratadas adequadamente, podem levar a amputações e até à morte. OBJETIVOS: Comparar os fatores de risco para amputações maiores e menores em pacientes diabéticos de um Programa de Saúde da Família do CAIC Virgem dos Pobres III, em Maceió, AL. MÉTODOS: Foram examinados 93 pacientes com o diagnóstico de diabetes melito, sendo avaliada a realização ou não de amputações de membros inferiores. As variáveis analisadas foram: sexo, idade, tipo do diabetes, pressão arterial, amputação prévia (se maior ou menor), alterações dermatológicas, alterações de pulsos arteriais pedioso e tibial posterior, deformidades e neuropatia, e foram classificadas de acordo com a classificação de Wagner e de Texas. RESULTADOS: Todos os pacientes eram diabéticos tipo 2. Verificou-se que 4,30% dos pacientes evoluíram para amputação de membros inferiores. Não se observou variação significativa da hipertensão, deformidades e neuropatia em relação ao grupo de pacientes que foram amputados. Entretanto, a ausência de detecção dos pulsos distais dos membros inferiores revelou-se bastante significativa com relação ao desfecho de amputação. CONCLUSÃO: Deve-se proporcionar aos diabéticos um atendimento ambulatorial adequado para que seja possível prevenir ou minimizar tais complicações.

Palavras-chave

Amputação, pé diabético, diabetes melito

References

Santos V P, Silveira D R, Caffaro RA. Fatores de risco para amputações maiores primárias em pacientes diabéticos. Sao Paulo Med J. 2006;12:: 66-7.

Gamba, MA. Amputações por diabetes mellitus: uma prática prevenível. Acta Paul Enf.. 1998;11:92-100.

Aguiar ET. Doença vascular periférica. 1999;8:971-80.

Jorge BH, Borges MF, Brito VN, Santos TG, Thirone AC. Análise clínica e evolução de 70 casos de lesões podais infectadas em pacientes diabéticos. Arq Bras Endocrinol Metab.. 1999;43:366-72.

Nunes MA, Resende KF, Castro AA, Pitta GB, Figueiredo LF, Miranda Jr F. Fatores predisponentes para amputação de membro inferior em pacientes diabéticos internados com pés ulcerados no estado de Sergipe. J Vasc Bras.. 2006;5:123-30.

Miyajima S, Shirai A, Yamamoto S, Okada N, Matsushita T. Risk factors for major limb amputations in diabetic foot gangrene patients. Diabetes Res Clin Pract.. 2006;71:272-9.

Pitta GB, Castro AA, Soares AM. Perfil dos pacientes portadores de pé diabético atendidos no Hospital Escola José Carneiro e na Unidade de Emergência Armando Lages. J Vasc Bras.. 2005;4:5-10.

de Luccia, N. Doença vascular e diabetes. J Vasc Bras.. 2003;2:49-60.

Gamba MA, Gotlieb SLD, Bergamaschi DP, Vianna LAC. Amputações de extremidades inferiores por diabetes mellitus: estudo caso-controle. Rev Saude Publica.. 2004;38:399-404.

Spichler D, Miranda Jr F, Spichler ES, Franco LJ. Amputações maiores de membros inferiores por doença arterial periférica e diabetes melito no município do Rio de Janeiro. J Vasc Bras.. 2004;3:111-22.

Consenso Brasileiro sobre Detecção e Tratamento das Complicações Crônicas de Diabetes Melito. Arq Bras Endocrinol Metab. 1999;43:7-20.

V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial. .

Brasileiro JL, Oliveira WT, Monteiro LB, et al. Pé diabético: aspectos clínicos. J Vasc Bras.. 2005;4:11-21.

Apelqvist J, Larsson J. What is the most effective way to reduce incidence of amputation in the diabetic foot?. Diabetes Metab Res Rev.. 2000;16 Suppl 1:S75-83.

Moss SE, Klein R, Klein BE. The prevalence and incidence of lower extremity amputation in diabetic population. Arch Intern Med.. 1992;152:610-6.

Malerbi DA, Franco LJ. Multicenter study of the prevalence of diabetes mellitus and impaired glucose tolerance in the urban Brazilian population aged 30-69 yr. The Brazilian Cooperative Group on the Study of Diabetes Prevalence. Diabetes Care.. 1992;15:1509-16.

Consenso brasileiro sobre diabetes: diagnóstico e classificação do diabetes mellitus e tratamento do diabetes mellitus tipo 2: recomendações da Sociedade Brasileira de Diabetes. 2000.

Carvalho FS, Kunz VC, Depieri TZ, Cervelini R. Prevalência de amputação em membros inferiores de causa vascular: análise de prontuários. Arq Cienc Saude Unipar.. 2005;9:23-30.

Margolis DJ, Allen-Taylor L, Hoffstad O, Berlin JA. Diabetic neuropathic foot ulcers and amputation. Wound Repair Regen.. 2005;13:230-6.

Jeffcoate WJ. The incidence of amputation in diabetes. Acta Chir Belg.. 2005;105:140-4.

Coelho JC. Prevenção de amputação de membros inferiores no paciente diabético. J Bras Med.. 2004;87:11-6.

Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV)"> Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV)">
5ddfc4990e88257b744ce1d5 jvb Articles
Links & Downloads

J Vasc Bras

Share this page
Page Sections